Últimas Notícias

[5]

Ter 10 ou mais parceiros sexuais durante a vida pode aumentar o risco de câncer


Segundo um estudo observacional publicado no periódico BMJ Sexual & Reproductive Health (1), um histórico de 10 ou mais parceiros sexuais está ligado a um maior risco de ser diagnosticado com câncer. E, entre mulheres, um grande número de parceiros sexuais mostrou não só estar ligado a um maior risco de câncer como também a um maior risco de desenvolver condições crônicas limitantes.

- Continua após o anúncio -



Poucos estudos têm olhado para o potencial impacto do número de parceiros sexuais sobre condições de saúde. Para tentar esclarecer melhor essa questão, os pesquisadores no novo estudo reuniram dados de um robusto estudo nacionalmente representativo - chamado English Longitudinal Study of Ageing (ELSA) - que analisou e acompanhou adultos com mais de 50 anos de idade vivendo na Inglaterra. No período de 2012-2013, os participantes no ELSA foram questionados em relação a quantos parceiros sexuais eles tiveram até aquele momento em suas vidas. Dados completos foram fornecidos por 5722 das 7079 pessoas que responderam à questão: 2537 homens e 3185 mulheres. As respostas foram agrupadas em quatro grupos: 0-1 parceiros sexuais; 2-4; 5-9; e 10 ou mais parceiros sexuais. Os participantes foram também pedidos para avaliarem a própria saúde e reportar qualquer condição crônica de saúde interferindo de forma deletéria em suas vidas.

Outras informações relevantes obtidas pelo estudo, em geral, foram: idade, etnia, estado civil, renda familiar além de pensão; estilo de vida (atividades físicas, bebidas, fumo, etc.); e presença de sintomas depressivos.

A média de idade dos participantes foi 64, e quase três de quatro eram casados. Cerca de 28,5% dos homens reportaram 0-1 parceiro sexual; 29% reportaram 2-4; 20% reportaram 5-9; enquanto 22% reportaram 10 ou mais. As mulheres, respectivamente, reportaram ~41%; 35,5%; ~16%; e ~8%. Em ambos os sexos, um maior número de parceiros sexuais estava associado com uma idade mais jovem, estado civil solteiro, e estar nos limites inferiores e superiores de renda familiar. Aqueles que reportaram um maior número de parceiros sexuais também eram mais prováveis de fumar, beber frequentemente e realizar atividades físicas mais vigorosas semanalmente.

- Continua após o anúncio -



Quando todos os dados foram analisados, e os co-fatores de risco levados em conta, uma associação estatisticamente mais do que significativa emergiu entre o número de parceiros sexuais ao longo da vida e o risco de um diagnóstico de câncer entre ambos os sexos. Comparado com mulheres que reportaram 0-1 parceiro sexual, aquelas reportando 10 ou mais eram 91% mais prováveis de serem diagnosticadas com câncer. Entre os homens, aqueles que reportaram 2-4 parceiros sexuais eram 57% mais prováveis de serem diagnosticados com câncer do que aqueles que reportaram 0-1. E aqueles que reportaram 10 ou mais eram 69% mais prováveis de serem diagnosticados com a doença.

Em específico, entre as mulheres, aquelas que reportaram 5-9 ou 10 ou mais parceiros sexuais eram 64% mais prováveis de terem uma condição de saúde crônica limitante do que aqueles que reportaram 0-1. Essa associação não foi encontrada entre os homens. Essa diferença observada ainda continua completamente elusiva para os pesquisadores em termos de explicação. Por outro lado, o maior risco de câncer nos indivíduos reportando um maior número de parceiros sexuais pode estar associado a uma maior exposição a agentes infecciosos, tanto como patógenos diretamente ligados ao desenvolvimento de câncer - ex.: HPV (I) -  quanto através do próprio processo de infecção (II).

----------
(I) Sugestão de leitura: A vacinação contra o HPV é apenas para as meninas?

(II) Sugestão de leitura: Consumir iogurte diariamente pode ajudar a prevenir o câncer de mama
-----------

Como o estudo foi observacional, uma relação de causalidade não pôde ser estabelecida. Outros co-fatores de risco podem ter sido ignorados durante a análise dos dados acumulados, ou não estavam presentes entre os dados coletados pelo ELSA. Mais estudo de maior qualidade serão necessários para confirmar ou refutar o achado.


(1) Publicação do estudo: BMJ

Ter 10 ou mais parceiros sexuais durante a vida pode aumentar o risco de câncer Ter 10 ou mais parceiros sexuais durante a vida pode aumentar o risco de câncer Reviewed by Saber Atualizado on fevereiro 14, 2020 Rating: 5

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]