Últimas Notícias

[5]

Humanos pré-históricos parecem ter formado sistemas de acasalamento para evitar o cruzamento entre parentes



Nossos ancestrais parecem já ter reconhecido os perigos da reprodução através de relações sexuais entre parentes há pelo menos 34 mil anos, segundo um recente estudo publicado na Science. Nesse sentido, eles parecem ter formado sofisticados sistemas sociais e de acasalamento para evitar a reprodução entre parentes, assim como fazem os atuais grupos de caçadores-coletores ainda presentes em algumas partes do mundo, como África e Austrália.



Examinando as informações genéticas de fósseis de humanos modernos do período do Paleolítico Superior - onde humanos da África primeiro colonizaram a Eurásia Ocidental -, os resultados obtidos sugerem que nossos ancestrais dessa época procuraram conscientemente parceiras fora do seu grupo familiar, e obedecendo elaborados sistemas de acasalamento, para evitarem as doenças genéticas que podem facilmente surgir quando membros de uma mesma família procriam entre si. Os fósseis foram datados com técnicas de radiocarbono (1) e a análise de DNA deles extraído mostraram que os indivíduos ali presentes, entre homens e mulheres, não eram parentes próximos (no caso, terceiro grau ou menos), algo que surpreendeu os pesquisadores e fomentou a hipótese do sistema de acasalamento já bem estabelecido nessa época.

Além disso, o simbolismo e investimento de objetos e joias encontradas enterrados com os fósseis também sugerem que esses nossos ancestrais desenvolveram regras, cerimônias e rituais para acompanhar a troca de parceiros sexuais entre grupos, algo que pode ter estruturado o desenvolvimento de rituais modernos, como o casamento. E como as relações pareciam ser dadas entre indivíduos de diferentes grupos, trocas culturais e de experiência deviam ser substanciais, contribuindo para um maior fortalecimento dos grupos humanos.

No geral, o estudo pode fornecer mais uma pista do sucesso dos humanos modernos (Homo sapiens) em conquistar de vez o planeta enquanto outras espécies do gênero Homo, como os Neandertais, sucumbiram. Nossos ancestrais hominídios provavelmente viviam em pequenas unidades familiares, o que favorecia os cruzamentos entre parentes. Porém, de acordo com as análises genéticas, isso passou a ser algo bem incomum entre humanos modernos a partir de um ponto.

- Continua após o anúncio -



De qualquer forma, mais estudos ainda são necessários para confirmar os achados, especialmente porque os fósseis analisados vieram de um único local de escavação. Porém, as evidências encontradas são fortes.

(1) Quer saber como os cientistas calculam a idade de fósseis, das rochas e do nosso planeta? Acesse: Como calcular a idade da Terra?

Publicação do estudo: Science
Humanos pré-históricos parecem ter formado sistemas de acasalamento para evitar o cruzamento entre parentes Humanos pré-históricos parecem ter formado sistemas de acasalamento para evitar o cruzamento entre parentes Reviewed by Saber Atualizado on outubro 09, 2017 Rating: 5

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]