Últimas Notícias

[5]

Mistério da galáxia "fantasma" resolvido


Em 2018, um estudo publicado na Nature (1) gerou bastante repercussão ao descrever uma galáxia bastante peculiar - nomeada NGC 1052-DF2 - que supostamente não possuía nenhuma - ou quase nenhuma - matéria escura. O achado causou grande impacto por desafiar os atuais modelos de formação galática englobados pelas teorias hoje vigentes. A matéria escura é fundamental, por exemplo, para explicar o colapso do gás na formação de estrelas, e a estabilidade de grupos galáticos. Porém, outro estudo publicado agora na Monthly Notices of the Royal Astronomical Society (2), e realizado por pesquisadores no Instituto de Astrofísica de Canarias (IAC), Espanha, resolveu a questão, corrigindo erros nos parâmetros de cálculo do estudo anterior e demonstrando que a NGC 1052-DF2 possui, sim, matéria escura.

----------
(1) Para mais detalhes desse estudo, acesse: Astrônomos encontram uma misteriosa galáxia fantasma!

No estudo de 2018, os pesquisadores tinham usado o Hubble e vários observatórios terrestres para identificar e detalhar a suposta galáxia "fantasma" que parecia estar a uma distância de 65 milhões de anos-luz (1 ano-luz = distância percorrida pela luz - velocidade de ~ 300000 km/s - durante um ano) de nós, aparentando ser também maior do que a Via Láctea. Cálculos subsequentes apontaram que a NGC 1052-DF2 possuía uma massa estelar menor do que 3,4 x 10^8 massas solares (posteriormente estimada em 2 x 10^8 massas solares), ou seja, contendo cerca de 250 vezes menos estrelas do que a nossa galáxia, o que levou esses sistema a ser classificado como ultra-difuso. Somando-se a isso, matéria escura seria inexistente ("galáxia bariônica") e teríamos uma altamente anormal população de grupos globulares constituindo o sistema no qual essa galáxia está inserida.

- Continua após o anúncio -



Nesse sentido, os pesquisadores do IAC resolveram revisar os parâmetros usados para o cálculo de distância da misteriosa galáxia fantasma (no caso, a técnica de flutuação de brilho superficial e o argumento da velocidade heliocêntrica), usando cinco métodos independentes de desvio para o vermelho (3) para estimar a distância desse sistema. O resultado das análises corroborou uma única conclusão: a NGC 1052-DF2 está muito mais próxima de nós do que antes estimado. Ao invés dos 65 milhões de anos-luz, essa galáxia, na verdade, está a uma distância da Terra de 42 milhões de anos-luz.

---------
(3) Leitura recomendada: O que é o Desvio para o Vermelho na Astronomia?

Seguindo essa nova estimativa de distância, o novo estudo mostrou que a massa total dessa galáxia é cerca de metade do valor antes estimado, mas com a massa das suas estrelas representando um total de apenas 1/4 do que havia sido estimado, implicando que uma parte significativa da massa total provavelmente é constituída de matéria escura (~75%).

Com essa nova distância, a estranha galáxia se torna normal de novo e se encaixa nas previsões teóricas feitas para galáxias do seu tipo: uma galáxia comum de baixo brilho superficial (Raio efetivo = 1.4 ± 0.1 kpc; Massa estelar = 6.0 ± 3.6 × 10^7 Massas Solares; Massa total = ~10^9 Massas Solares), cercada por grupos globulares cujas propriedades são muito similares àquelas encontradas em outros sistemas associadas com galáxias anãs, e dominada por matéria escura.


(2) Publicação do estudo: Royal Astronomical Society

Leitura recomendada: O que são a Matéria e a Energia Escuras?

Mistério da galáxia "fantasma" resolvido Mistério da galáxia "fantasma" resolvido Reviewed by Saber Atualizado on junho 07, 2019 Rating: 5

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]