Últimas Notícias

[5]

Capturado pela primeira vez os trovões de relâmpagos vulcânicos


Durante uma erupção vulcânica, frequentemente são vistos clarões de relâmpagos acima das plumas de cinzas. Um tipo comum deles surge quando partículas individuais nas cinzas (rochas fragmentadas) violentamente se chocam umas com as outras, gerando enormes quantidades de cargas elétricas estáticas. Mesmo com a descarga dessas cargas elétricas acumuladas durando poucos milissegundos, as temperaturas dentro e em torno do rastro luminoso resultante (1) podem alcançar os 30000°C. Isso até mesmo leva a formação de pequenos pedaços de vidro (com o derretimento de silicatos ali presentes).

Porém, até pouco tempo atrás, ninguém nunca tinha conseguido registrar o barulho formado por esses relâmpagos - como os trovões gerados pelos relâmpagos de tempestades (nuvens). Isso porque, provavelmente, o caos sonoro gerado pelas atividades vulcânicas mascaravam o barulho.
Agora, um novo estudo publicado na Geophysical Reserarch Letters, descreveu como os pesquisadores conseguiram capturar pela primeira vez o som gerado por esses relâmpagos vulcânicos, a partir de análises feitas entre dezembro de 2016 e agosto de 2017 do vulcão Bogoslof, no Alasca.

- Continua após o anúncio -



Com um sistema de microfones localizados em uma pequena ilha a 60 km de distância do Bogoslof, os cientistas captaram os sinais sonoros dos relâmpagos gerados durante o estágio de término de duas explosões vulcânicas (quando a ejeção significativa de massa da boca do vulcão essencialmente tinha cessado), englobando ondas sônicas (>20 Hz) e infrassônicas (<20 Hz). Os pesquisadores concluíram que o melhor momento para se detectar esses trovões era nesse estágio de término, após o qual os relâmpagos ainda continuam ocorrendo nas plumas de cinzas por mais alguns minutos.


Ainda segundo os pesquisadores, na banda sônica os barulhos associados aos relâmpagos eram os que possuíam as mais altas amplitudes durante todo o período de 3 horas da erupção vulcânica. Isso sugere que os trovões vulcânicos podem ser bem detectados mesmo durante a fase de intensa atividade de ejeção, especialmente agora que se sabe o que procurar.

O novo achado ajudará no monitoramento mais detalhado da dinâmica de atividades vulcânicas e no entendimento do processo de eletrificação que ocorre nas plumas, algo que possui implicações importantes na segurança do voo de aviões que precisem atravessá-las, por exemplo (essas plumas alcançam vários quilômetros de altitude).

Compartilhe o artigo:



(1) Artigo complementar: Os raios de tempestade disparam reações nucleares no céu

Publicação do estudo: Agupubs

Referência adicional: GeoScienceWorld

Capturado pela primeira vez os trovões de relâmpagos vulcânicos Capturado pela primeira vez os trovões de relâmpagos vulcânicos Reviewed by Saber Atualizado on março 17, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]