Últimas Notícias

[5]

Concentração e número de espermatozoides entre homens no Ocidente diminuíram quase 60% nos últimos 40 anos!



No primeiro estudo de revisão sistemática e meta-análise sobre as tendências de contagem de espermatozoides, pesquisadores da Hebrew University-Hadassah Braun School of Public Health and Community Medicine e da Icahn School of Medicine at Mount Sinai reportaram um forte declínio na concentração e quantidade total de espermatozoides entre homens de países ocidentais nos últimos 40 anos.

O preocupante achado, publicado nesta semana na Human Reprodution Update, foi feito a partir da análise de 7500 estudos e condução de uma meta-regressão em 185 estudos entre os anos de 1973 e 2011. Os resultados encontrados englobavam um declínio médio de 52,4% na concentração de espermatozoides e um declínio médio de 59,3% na contagem total de espermatozoides entre homens da América do Norte, Europa, Austrália e Nova Zelândia. E, para piorar, o estudo também mostrou que a taxa de declínio não está diminuindo. A inclinação de curva continuou bastante negativa mesmo quando o intervalo analisado era entre 1996 e 2011.

Já entre os homens da América do Sul, Ásia e da África, não houve observação significativa de declínios. Em todas as amostras de controle analisadas, não houve seleção em relação ao status de fertilidade dos homens, ou seja, foi aleatória.

Declínios na contagem de espermatozoides já eram reportados desde 1992, mas as conclusões eram incertas e controversas. O novo estudo de revisão veio para confirmar as evidências, mostrando que a situação era mais grave do que se pensava, e que o número de homens com contagens abaixo da linha de fertilidade está aumentando pronunciadamente. Uma baixa contagem de espermatozoides afeta diretamente a capacidade fértil do homem e também é um potencial reflexo da sua saúde em geral.

De acordo com os pesquisadores responsáveis pelo estudo, ainda não se sabe o que está causando esse forte declínio nessas regiões do planeta, mas sendo provável que substâncias químicas em produtos comerciais estejam ligadas ao fenômeno. Como afetou países em sua maioria com grande desenvolvimento, parece que algo no estilo de vida mais moderno está causando essas baixas contagens e concentrações de espermatozoides, o que pode incluir maior exposição à pesticidas, estresse, obesidade, entre outros fatores. Pesquisas agora tentarão desvendar essas causas.

Publicação do estudo: HRU

Referência adicional: HUJI


Concentração e número de espermatozoides entre homens no Ocidente diminuíram quase 60% nos últimos 40 anos! Concentração e número de espermatozoides entre homens no Ocidente diminuíram quase 60% nos últimos 40 anos! Reviewed by Saber Atualizado on julho 28, 2017 Rating: 5

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]