Últimas Notícias

[5]

Aquecimento global fez esse veado evoluir nas últimas décadas


Somando mais uma evidência de que os animais estão evoluindo em resposta às mudanças climáticas, pesquisadores da Universidade de Edinburgh, Reino Unido, mostrou que um processo evolutivo no veado-vermelho na Ilha de Rum, na costa oeste da Escócia, trouxe mudanças genéticas associadas a um adiamento nas datas de nascimento dos filhotes. E a mudança na frequência de alelos foi causada por seleção natural. O achado foi publicado esta semana no periódico PLOS Biology (1).

- Continua após o anúncio -



Variações nas condições ambientais causam mudanças nas distribuições de traços fenotípicos em populações naturais. No entanto, determinar os mecanismos responsáveis por essas mudanças - se via plasticidade fenotípica (2) ou processo evolutivo - é algo frequentemente difícil. Estudos prévios já tinham mostrado que o veado-vermelho (Cervus elaphus) vinha dando a luz mais cedo do que o normal desde a década de 1980, a uma taxa (4,2 dias/década) que acumulou 2 semanas de adiantamento nos últimos ~40 anos. Resposta plástica explica apenas 23% dessa mudança no fenotípico reprodutivo a nível populacional. O gatilho para esse fenômeno foram as temperaturas médias crescentes nas últimas décadas, gerando mudanças no comportamento e na fisiologia desses animais.

---------
(2) Lembrando que a plasticidade fenotípica e a epigenética também são processos que podem fomentar processos evolutivos. Para saber mais, acesse: Epigenética, Plasticidade Fenotípica e Evolução Biológica

Nesse sentido, os pesquisadores no novo estudo resolveram investigar mais a fundo o processo. Para isso, eles coletarem registros de campo e dados genéticos acumulados desde 1972 dessa espécie. Fêmeas do veado-vermelho dão a luz a um único filhote a cada ano, e os pesquisadores encontraram que aquelas se reproduzindo mais cedo no ano possuem mais filhotes ao longo das suas vidas. Isso, em parte, é devido a uma associação entre os genes que determinam um parto mais cedo e um maior sucesso reprodutivo. Usando três distintas ferramentas de análise evolutiva, os pesquisadores encontraram que os genes para um acasalamento mais cedo de fato se tornaram mais comuns ao longo das gerações na população da Ilha de Rum.

- Continua após o anúncio -


Os pesquisadores estimaram que 15% da mudança fenotípica foi devido ao processo evolutivo marcado pelo mecanismo de seleção natural, ou seja, cerca de 2,1 dias de adiantamento. Porém, as análises também previram uma mudança evolucionária de até 4,9 dias. Mudanças na estrutura demográfica e plasticidade fenotípica explicam parte dos dias restantes de adiantamento reprodutivo, porém os pesquisadores estimaram que 4,99 dias ficam ainda sem explicação. Efeitos diretos das mudanças climáticas (variações de temperatura e de outros fatores do clima e ambiente) podem ser a resposta.


(1) Publicação do estudo: PLOS Biology

Aquecimento global fez esse veado evoluir nas últimas décadas Aquecimento global fez esse veado evoluir nas últimas décadas Reviewed by Saber Atualizado on novembro 08, 2019 Rating: 5

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]