Últimas Notícias

[5]

Sinalização entre pássaros é uma das responsáveis pela evolução de padrões de cores e marcas em insetos


Para evitarem serem comidos, lagartas e outros insetos evoluíram cores e marcas de alerta bem chamativas, sinalizando aos seus predadores que eles possuem um gosto terrível ou são tóxicos. Porém, no caso dos pássaros como predadores, se cada um deles tivesse que primeiro experimentar um inseto específico para só então aprenderem que eles não são uma boa refeição, esses insetos provavelmente teriam desaparecido antes das suas cores e outras sinalizações de alerta tivessem a chance de evoluírem.

Agora, essa questão foi esclarecida com um estudo publicado hoje na Nature Ecology and Evolution, onde foi mostrado que o aprendizado social entre os pássaros acaba ajudando no processo evolucionário dos insetos. Para demonstrar isso, os pesquisadores filmaram o Chapim-real (Parus major) (1) como modelo de predador, onde os espécimes foram colocados para abrir um embrulho de papel contendo em sua superfície um quadrado preto (sinal). Dentro do embrulho, estavam pequenos pedaços de amêndoa imersas em um fluído amargo, como mostrado no vídeo do experimento abaixo (disponibilizado pela Science).

- Continua após o anúncio -



           

Como visto no vídeo, o pássaro consegue ter acesso aos pedaços de amêndoas amargas e, logo em seguida, os jogam fora por causa do terrível gosto. Ainda reagindo à ruim experiência, o pássaro balança sua cabeça e repetidamente esfrega seu bico de um lado e de outro no poleiro, o que pode ser entendido como "Nossa, que coisa horrível!". Então, os pesquisadores - que tinham filmado a cena - mostraram o vídeo da reação do pássaro a outros 15 chapins-reais. Quando esses e outros pássaros foram deixados livres dentro de um aviário para se alimentarem em meio a vários embrulhos ou contendo um quadrado preto estampado ou uma cruz estampada, aqueles que viram a cena evitaram 32% mais pegarem os embrulhos com o quadrado preto do que os outros pássaros.



Em outras palavras, os pássaros aprenderam com a sinalização de outro pássaro, evitando mais o potencial perigo. No ambiente selvagem, essa sinalização entre predadores sobre as presas sendo alvejadas pode tanto ajudar a manter um grupo de uma mesma espécie segura quanto manter as presas seguras, contribuindo para a evolução das características que as fazem serem evitadas de serem devoradas (mesmo quando elas não são possuem gosto ruim ou são tóxicas, ou seja, imitam o padrão de outra espécie perigosa para parecerem perigosas). Além dos insetos, muitas rãs também devem ter sido bastante beneficiadas nesse processo.



Portanto, informações sociais usadas por predadores possuem o potencial de terem substanciais consequências evolucionárias entre comunidades ecológicas. Esse novo achado pode contribuir bastante para o entendimento de diversos aspectos da evolução biológica em diferentes ecossistemas.


(1) Aliás, essa espécie de ave também esteve envolvida com a observação de uma recente evolução biológica. Para saber mais, acesse: Confirmada evolução recente de bicos maiores entre os Chapins-reais habitando o Reino Unido

Publicação do estudo: Nature

Sinalização entre pássaros é uma das responsáveis pela evolução de padrões de cores e marcas em insetos Sinalização entre pássaros é uma das responsáveis pela evolução de padrões de cores e marcas em insetos Reviewed by Saber Atualizado on dezembro 19, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]