Últimas Notícias

[5]

Sérios riscos à saúde associados com as bebidas energéticas


Um novo estudo de revisão publicado no Frontiers in Public Health mostrou que benefícios a curto prazo propagandeados pela multibilionária indústria das bebidas energéticas podem ser superados em significativa escala pelos prejuízos à saúde a longo prazo, principalmente com o marketing agressivo mirando adolescentes e jovens adultos.

Entre os problemas associados ao consumo de energéticos encontrados pelo estudo estão preocupantes mudanças comportamentais, problemas de saúde mental, aumento da pressão sanguínea, obesidade, e danos dentais, renais e estomacais. Somando-se a isso, existe a inconclusiva ligação adversa entre o consumo de energéticos com as bebidas alcoólicas (1), e a preocupante combinação cultural entre os dois tipos de bebidas.

Considerando que o consumo de energéticos está crescendo enormemente ao redor do mundo, os pesquisadores urgem que mais estudos sejam feitos analisando os efeitos dessas bebidas no corpo humano. As evidências acumuladas até agora sugerem que elas são prejudiciais à saúde e deveriam ser limitadas através de regulações mais rígidas, especialmente restringindo a venda para crianças e adolescentes, estes últimos os quais parte importante do público alvo.

- Continua após o anúncio -



Grande parte dos ingredientes constituindo as bebidas energéticas são similares entre as diferentes marcas - água, açúcar, cafeína, certas vitaminas, minerais e estimulantes não-nutritivos, como guaraná, taurina e ginseng. Porém, algumas formulações podem conter acima de 100 mg de cafeína para cada 30 ml, oito vezes mais do que a quantidade de um café regular (12 mg) (2). Para os adultos, o limite máximo recomendado de cafeína é de 400 mg, mas poucas pesquisas visam as crianças e adolescentes para a determinação de um nível seguro nessa faixa de idade.

Além disso, pouco é conhecido sobre o efeito a longo prazo dos estimulantes não-nutritivos presentes nessas bebidas. No geral, os riscos maiores à saúde estão associados à alta concentração de açúcar e cafeína nesses produtos, mas outras substâncias podem estar atuando em concomitância.

Os pesquisadores, além do alerta às agências reguladoras, pedem mais estudos na área para que a questão seja melhor esclarecida.

Publicação do estudo: FPH

(1) Para saber mais sobre o assunto, acesse:  Álcool e Energéticos

(2) O café parece fazer bem à saúde, segundo os estudos mais recentes. Para saber mais, acesse: Dois gigantescos estudos mostram que o consumo de café faz bem à saúde.

Sérios riscos à saúde associados com as bebidas energéticas Sérios riscos à saúde associados com as bebidas energéticas Reviewed by Saber Atualizado on novembro 15, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]