Últimas Notícias

[5]

Objeto espacial como nenhum outro já visto é detectado pelos astrônomos


O que parecia ser, à primeira vista, apenas um pequeno asteroide se movendo em alta velocidade, se mostrou um corpo de origem fora do Sistema Solar.

Observado pela primeira vez em 19 de Outubro deste ano pelo telescópio Pan-STARRS 1, no Havaí, na forma de um fraco ponto de luz se movendo ao longo do céu, análises adicionais permitiram que a órbita do estranho objeto fosse computada com relativa acuracidade. E esses cálculos revelaram, sem sombra de dúvidas, que, diferente de todos os cometas e asteroides até hoje vistos, esse objeto não tinha origem do domínio solar, ou seja, estava vindo do espaço interestelar.

- Continua após o anúncio -



Apesar de ter sido originalmente classificado como um cometa, observações do poderoso telescópio do ESO (Observatório Europeu do Sul, na tradução da sigla) não revelaram nenhuma atividade relacionadas a esse tipo de objeto depois de passar no ponto mais próximo do Sol em Setembro de 2017. Assim, com melhores detalhes, o objeto foi reclassificado como um asteroide interestelar e nomeado 1l/2017 U1 (`Oumuamua).

Os astrônomos tiveram que agir rápido, já que o objeto já tinha alcançado sua trajetória mais próxima do Sol e estava indo em direção ao espaço interestelar novamente. Combinando as imagens do instrumento FORS no VLT usando quatro diferentes filtros com aquelas de outros telescópios de grande alcance, os pesquisadores encontraram que o `Oumuamua estava variando dramaticamente sua luminosidade por um fator de 10 enquanto girava sobre seus eixos a cada 7,3 horas.

Essa incomum grande variação em luminosidade significa que o objeto é altamente alongado - cerca de 10 vezes mais longo em comprimento do que a sua largura - e com um formato complexo e convoluto.

Além disso, os astrônomos encontraram que o `Oumuamua tinha uma coloração vermelho escuro, similar aos objetos fora do Sistema Solar e confirmaram que ele é completamente inerte, sem o mínimo rastro de possuir poeira ao seu redor.

Todas essas propriedades sugerem que o `Oumuamua é denso - possivelmente rochoso ou com um alto conteúdo metálico -, não possui quantidades significativas de água ou gelo, e que sua superfície é escura e avermelhada devido ao efeito da irradiação de raios cósmicos durante milhões de anos. Estima-se que tenha, no mínimo, 400 metros de comprimento.

Cálculos preliminares de órbita sugerem que o objeto está vindo aproximadamente da mesma direção onde se encontra a estrela Vega, na constelação norte de Lira. Porém, mesmo com a gigantesca velocidade de `Oumuamua - cerca de 95000 km/h -, sua jornada até o Sistema Solar demorou tanto que Vega não nem mesmo próxima daquela posição quando o asteroide estava lá há cerca de 300 mil anos.

`Oumuamua pode muito bem ter estado vagando pela Via Láctea - nossa galáxia -, livre de qualquer sistema estelar, por centenas de milhões de anos antes de ter uma chance de encontrar com o Sistema Solar.

- Continua após o anúncio -



Astrônomos estimam que um asteroide similar ao `Oumuamua passa através do interior do Sistema Solar uma vez por ano. Mas são tão pouco luminosos e difíceis de serem observados que até essa nova descoberta nenhum antes tinha sido visto.

Com os novos e mais sofisticados telescópios e outros sistemas de observação, os astrônomos estão esperançosos de que tais achados ficarão cada vez mais comuns, trazendo importantes informações científicas sobre a nossa galáxia.

*Na imagem acima, uma representação arstística do `Oumuamua

Referência: ESO

ATUALIZAÇÃO (18/12/17): Após análises mais aprofundadas, os astrônomos descobriram que o `Oumuamua é mais comum do que pensado e se assemelha a outros corpos do Sistema Solar com uma superfície congelada rica em carbono. Sua superfície seca parece ser rica em compostos orgânicos e a sua grande grossura (cerca de meio metro) pode estar protegendo a água congelada do interior de sair mesmo sob alta temperatura. O estudo detalhando os novos achados foi publicado na Nature. Referência: QUB

Objeto espacial como nenhum outro já visto é detectado pelos astrônomos Objeto espacial como nenhum outro já visto é detectado pelos astrônomos Reviewed by Saber Atualizado on novembro 21, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]