Últimas Notícias

[5]

Graças à oxitocina, cães são atraídos por rostos humanos felizes e sorridentes


A oxitocina é conhecida especialmente como um "hormônio da afeição", facilitando o cuidado parental e formação de laços familiares, mas também podendo afetar outros comportamentos sociais, como aproximação social, confiança, cooperação e empatia. Nesse sentido, os cães domésticos (Canis familiaris) e os humanos parecem ter uma profunda relação de amizade mediada em grande parte pela oxitocina.

Agora, um novo estudo publicado na Frontiers in Psychology resolveu explorar ainda mais essa ligação hormonal ao analisar 43 cães expostos a imagens tanto de rostos humanos sorridentes quanto rostos raivosos. Os cães foram separados em grupos recebendo administração nasal de oxitocina e grupos recebendo placebo.

Os resultados do estudo mostraram que o tratamento intranasal de oxitocina teve um significativo efeito tanto na atenção quanto no excitamento emocional, confirmando que esse neuropeptídio media a percepção social e o estado emocional dos cães.

A oxitocina seletivamente atenuou a atenção dos cães para a região visual dos rostos raivosos e reduziu o excitamento emocional - refletido no tamanho das suas pupilas - quando viam expressões faciais negativas. Em contraste, a oxitocina aumentou ambos, excitamento visual e a alocação da atenção em direção à região visual dos rostos com emoções positivas (sorridentes). Em outras palavras, como mostrado na figura abaixo, sob a ação desse hormônio, os cães davam uma maior atenção para os rostos sorridentes e diminuíam a atenção deles para uma potencial ameaça (rosto raivoso).


- Continua após o anúncio -



Além disso, os cães tratados com oxitocina fixavam menos nos olhos dos rostos raivosos e faziam mais revisitas aos olhos dos rostos felizes, induzindo a um comportamento pró-social. Já para os cães sob placebo, as pupilas ficaram em seu maior tamanho quando em frente aos rostos raivosos

Nesse sentido, parece que a oxitocina promove uma interação social a partir do foco da atenção para sinais de encontros potencialmente amigáveis e reduzindo o contato social com encontros potencialmente ameaçadores, mas considerando esses menos perigosos do que o normal. De acordo com os pesquisadores, ambos os efeitos promovem uma comunicação e relação de desenvolvimento afetivo cão-humano.

 Cães, como vários outros animais, podem considerar contato visual direto como algo ameaçador, mesmo em contextos artificiais. E, como mostrado na imagem acima, estímulos de ameaça tipicamente evocam prolongada atenção facial em qualquer situação. Porém, com a oxitocina, essa resposta pode ser reduzida e permitir um processamento mais flexível de estímulos positivos, encorajando um comportamento de aproximação, por exemplo, em direção a alguém com um rosto feliz.

- Continua após o anúncio -



Concluindo, a oxitocina parece ser mais do que importante na formação de laços entre cães e humanos, facilitando uma relação inter-espécies ao aumentar a motivação canina de se aproximar, comunicar e afiliar com seus parceiros humanos, através do modulamento de processos emocionais fundamentais.

Portanto, não economize nos sorrisos com o seu parceiro canino!

Publicação do estudo: Frontiers

Graças à oxitocina, cães são atraídos por rostos humanos felizes e sorridentes Graças à oxitocina, cães são atraídos por rostos humanos felizes e sorridentes Reviewed by Saber Atualizado on novembro 22, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]