Últimas Notícias

[5]

Foi cientificamente comprovado que a luz azul nos ajuda a relaxar mais rápido depois de uma discussão estressante


Vários cientistas já estudaram a influência da luz tanto na fisiologia quanto nas emoções humanas. A luz azul já foi provada de reduzir o sono através da supressão da secreção de melatonina (1) e também está presente em vários estudos relacionados às emoções.

Agora, em um estudo publicado esta semana no PLOS One, pesquisadores da Universidade de Granada (UGR), em colaboração com a Escola para Educação Especial San Rafael (Granada, Espanha), comprovaram, usando medidas eletrofisiológicas que a luz azul acelera o processo de relaxamento depois de um estresse agudo psicossocial em comparação com a luz branca convencional.

O estresse agudo psicossocial é aquele que ocorre - a curto prazo - durante relações pessoais ou interpessoais, como quando a pessoa discute com um amigo ou quando alguém pressiona você a finalizar uma certa tarefa o mais rápido possível. Esse tipo de estresse é bastante comum e negativamente afeta a saúde e a qualidade de vida da pessoa.

- Continua após o anúncio -



Nesse sentido, os pesquisadores notaram que esse estresse produz algumas respostas psicológicas que podem ser medidas através de bio-sinais, abrindo uma importante janela para se estudar seus efeitos e identificar fatores que possam ajudar no relaxamento das pessoas atingidas pelo evento.

Com isso em mente, 12 voluntários saudáveis foram recrutados para serem estressados e, então, serem submetidos a uma sessão de relaxamento dentro de uma sala multi-sensorial de estimulação. Na sala, os participantes foram divididos em dois grupos, cada um deles por vez deitando no espaço oferecido sem nenhum estímulo atuando exceto uma iluminação diferencial entre o grupo 1 (luz azul) e grupo 2 (luz branca).


- Continua após o anúncio -



Diversos bio-sinais, como a taxa de batimentos cardíacos e a atividade cerebral, foram medidos dos voluntários deitados na sala através de eletrocardiograma e eletroencefalograma, respectivamente.

Os resultados mostraram que a luz azul claramente acelera o processo de relaxamento em comparação com a luz branca, em uma magnitude diferencial superior a 3 vezes no início da sessão. No entanto, também foi observado que após um certo tempo - 3,5 minutos para a luz azul e 5 minutos para a luz branca - a vantagem da luz azul desaparece, convergindo em efeito com a luz branca.

Esses achados podem ser bastante úteis para a aplicação em ambientes clínicos e educacionais, assim como no contexto do dia-a-dia e nas emergentes tecnologias, como o neuromarketing.

*Na imagem de capa, um dos voluntários na sala multi-sensorial sob a iluminação da luz azul

Publicação do estudo: PLOS One

(1) Sugestão de leitura: Como os celulares modernos podem atrapalhar o seu sono?

Foi cientificamente comprovado que a luz azul nos ajuda a relaxar mais rápido depois de uma discussão estressante Foi cientificamente comprovado que a luz azul nos ajuda a relaxar mais rápido depois de uma discussão estressante Reviewed by Saber Atualizado on novembro 15, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]