Últimas Notícias

[5]

Emissões de gases estufa no Brasil crescem 9%, e o povo brasileiro não ganhou absolutamente nada com isso


Segundo reporta o Observatório do Clima em São Paulo - baseado nos dados do SEEG (Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa) -, as emissões de gases de efeito estufa (dióxido de carbono, metano, óxido nitroso, etc.) no Brasil subiram 8,9% em 2016 em comparação com o ano anterior. Isso marca o nível mais alto desde 2008 e a maior elevação vista desde 2004.

Ficando em 7° lugar no ranking mundial de maiores emissores de gases do efeitos estufa - os quais intensificam o aquecimento global -, o país emitiu ano passado 2,278 bilhões de toneladas brutas de gás carbônico equivalente (CO2e), contra 2,091 bilhões em 2015. Trata-se de 3,4% do total mundial.

O pior é que as críticas dos céticos em relação ao aquecimento global antropogênico recaem nos supostos interesses das nações desenvolvidas em frear o crescimento econômico das nações menos desenvolvidas ao defender programas de luta contra as mudanças climáticas. Porém, no Brasil, a situação está tão escrota que aumentamos enormemente a emissão de gases estufas sendo lançados na atmosfera mas, mesmo assim, o país se encontra em meio à pior recessão da sua história!

- Continua após o anúncio -



Em 2015 e 2016, a elevação acumulada das emissões foi de 12,3%, contra um tombo de 7,4 pontos no PIB (Produto Interno Bruto), que recuou 3,8% em 2015 e 3,6% em 2016. O Brasil se torna, assim, a única grande economia do mundo a aumentar a poluição sem gerar riqueza para sua sociedade. Em outras palavras, o país está jogando sujeira na cara da população e do planeta, e nem ao menos deixa um pano molhado para as pessoas se limparem.

Apesar de vários setores da economia terem tido queda nas emissões de gases estufa - especialmente no setor de energia, devido ao aumento no uso de fontes limpas e hidrelétricas (favorecidas pelas chuvas), e à retração da economia - o setor agropecuário fez a festa, destruindo principalmente a Amazônia. A elevação nas emissões no ano passado se deveu à alta de 27% no desmatamento nessa região. As emissões por mudança de uso da terra cresceram 23% no ano passado, respondendo por 51% de todos os gases de efeito estufa que o Brasil lançou no ar.

Esse cenário preocupa em todos os sentidos, em especial o cumprimento da Política Nacional de Mudanças Climáticas. A lei estabelece que o Brasil precisa chegar a 2020 com emissões não superiores a 2,2 bilhões de toneladas de CO2 equivalente – exatamente o que foi emitido em 2016. Se não reverter o desmatamento, o país pode não cumprir a meta caso as emissões dos outros setores retomem o ritmo de alta de antes da recessão.

- Continua após o anúncio -



É esperar que esse relatório sirva de lição para os céticos do aquecimento globa antropogênico: não "só" as mudanças estritamente climáticas estão relacionadas com o processo. Lutar contra o aquecimento global através da redução das emissões de gases estufas é também lutar contra a poluição e o desmatamento. Uma coisa está diretamente ligada à outra.




Referência: Observatório do Clima

Emissões de gases estufa no Brasil crescem 9%, e o povo brasileiro não ganhou absolutamente nada com isso Emissões de gases estufa no Brasil crescem 9%, e o povo brasileiro não ganhou absolutamente nada com isso Reviewed by Saber Atualizado on outubro 25, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]