Últimas Notícias

[5]

Nova enzima pode ajudar bastante aqueles com sensibilidade ao glúten!



Uma pequena parcela da população mundial possui ou a doença celíaca ou uma sensibilidade ao glúten, uma proteína encontrada principalmente no trigo. Para esses indivíduos, qualquer mínima quantidade de glúten já ocasiona bastante desconforto e até sérios danos (no caso dos celíacos). Agora, uma nova enzima descoberta pode resolver, em parte, os problemas daqueles com sensibilidade ao glúten.

Conhecida como ´aspergillus endoprotease níger-derivado prolil´ (AN-PEP, na sigla em inglês), essa enzima consegue quebrar boa parte do glúten dos alimentos no estômago e na porção inicial do intestino (duodeno), em taxas acima de 81% caso a presença de glúten seja pequena. Pessoas com sensibilidade ao glúten podem ingeri-la na forma de tabletes junto a comida e ganhar uma proteção contra os efeitos colaterais da proteína.

Mesmo a enzima não protegendo significativamente a pessoa para alimentos com alta quantidade de glúten (massas tradicionais, por exemplo), ela pode representar uma grande ajuda em diversas ocasiões. Em um restaurante com amigos, por exemplo, onde uma pessoa com sensibilidade ao glúten não sabe se a comida preparada pode conter ou não glúten, ela pode ingerir a enzima e ficar despreocupada e continuar curtindo o encontro. Isso serve para diversos outros alimentos suspeitos. Mesmo tentando ao máximo ter uma dieta livre de glúten, acaba sendo quase impossível se livrar dele a todo momento.

Mas os pesquisadores responsáveis pela enzima alertam: a substância só serve para quem tem sensibilidade ao glúten e, mais uma vez lembrando, para refeições contendo pequenas quantidades dessa proteína. Indivíduos com a doença celíaca não devem ingerir alimentos contendo glúten, mesmo em pequenas quantidades e com a presença da enzima, porque mesmo ínfimas quantidades dessa proteína já podem ser bem danosas nessa doença.

A nova enzima foi apresentada no Digestive Disease Week 2017, um encontro entre médicos especialistas na área gastrointestinal.

Referência: DDW

E lembrando pela milésima vez: só quem possui uma sensibilidade ao glúten ou a doença celíaca precisa se preocupar com o glúten. É o mesmo com o amendoim: apenas pessoas com alergia a ele precisam evitar comê-lo. Fora dessas duas situações, a proteína é totalmente inofensiva. Explorei mais sobre o assunto em: Cortar o glúten da dieta traz benefícios?



Nova enzima pode ajudar bastante aqueles com sensibilidade ao glúten! Nova enzima pode ajudar bastante aqueles com sensibilidade ao glúten! Reviewed by Saber Atualizado on maio 22, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]