Últimas Notícias

[5]

Descoberta lagarta que come plástico!



No Instituto de Biomedicina e Biotecnologia de Cantabria, na Espanha, a pesquisadora Federica Bertocchini, por acidente, descobriu que uma espécie de lagarta usada comercialmente como isca de pescaria é capaz de biodegradar polietileno, um dos mais resistentes (especialmente em termos químicos) e usados plásticos!

A espécie em questão é a lagarta da Grande-Mariposa-da-Cera (Galleria mellonella). Vivendo na Europa, ela é um parasita em colméias de abelhas, se alimentando de cera. Acontece que Bertocchini era uma criadora amadora de abelhas e estava limpando uma colmeia desses parasitas. Ela, então, colocou as lagartas retiradas dentro de uma sacola comum de supermercado (feita de polietileno), de forma temporária. Um tempo depois, ela voltou para pegar a sacola, e a surpresa: a mesma estava cheia de buracos!

Bertochini, junto com colegas da Universidade de Cambridge, resolveram conduzir um experimento com as lagartas para quantificar o poder de biodegradação plástica delas. Eles pegaram sacolas comuns de supermercado e colocaram cerca de 100 lagartas em contato com as mesmas. Dentro de apneas 40 minutos, buracos começaram a surgir e, 12 horas depois, houve uma redução na massa de plástico de 92 miligramas. O ritmo de degradação medido foi bem maior do que as recentes bactérias descobertas ano passado também capazes de degradarem alguns tipos de plástico e que prometiam avanços na área.

E as lagartas não estavam apenas mastigando o plástico e, sim, degradando o mesmo, ou seja, rompendo as ligações químicas entre os monômeros constituintes do polietileno (na forma final de etilenoglicol - o monômero é o eteno). Provavelmente, uma enzima liberada por esses insetos com tal habilidade química deve ser a mesma usada para digerir a cera das colmeias, a qual também é um polímero. Se tal enzima (caso seja apenas uma) conseguir ser isolada e replicada em laboratório, poderá ser uma grande arma para ajudar a limpar o planeta de uma grande quantidade de plásticos poluindo o meio ambiente, especialmente nos mares.

Só na Europa, 40% da demanda de plástico vem na forma de polietileno, este o qual é barato, simples de ser produzido e resistente à ataques químicos e mecânicos. Cerca de 38% dos plásticos europeus são descartados no meio ambiente e uma pessoa, em média, em termos globais, usa cerca de 230 deles todos os anos. Tudo isso gera em torno de 100 mil toneladas de lixo para esse tipo de plástico, em uma produção mundial próxima de 80 milhões de toneladas de polietileno. Dá para imaginar o estrago que isso causa na natureza, já que os plásticos de polietileno, os mais comuns, são muito resistentes à biodegradação, e acabam se acumulando perigosamente. Por isso descobrir formas eficientes de biodegradação dos mesmos é tão importante e essa nova lagarta trouxe mais uma carta de esperança à mesa!

Referência:
EurekaAlert

Descoberta lagarta que come plástico! Descoberta lagarta que come plástico! Reviewed by Saber Atualizado on abril 28, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]