Últimas Notícias

[5]

Estudo encontra que apenas uma refeição gordurosa já é o suficiente para criar um perfeito cenário para problemas cardíacos


Segundo um estudo publicado esta semana no Laboratory Investigation, cientistas da Faculdade de Medicina da Georgia na Universidade de Augusta encontraram que um único milkshake rico em gordura pode rapidamente transformar nossas células vermelhas saudáveis em pequenas e pontiagudas células que causam um caos dentro dos nossos vasos sanguíneos, ajudando a criar as condições perfeitas para doenças cardiovasculares se manifestarem.

De acordo com os resultados reportados no estudo, apenas quatro horas depois de consumir o milkshake - feito com leite integral, e grande quantidade de creme e sorvete (total de 80 gramas de gordura e 1000 calorias na média) - os participantes dos testes clínicos (10 jovens adultos saudáveis) também apresentaram vasos sanguíneos menos capazes de relaxarem, uma resposta imune similar àquela provocada por uma infecção, mudanças no plasma (porção fluída do sangue) e também mudanças nas células brancas conhecidas como monócitos - e isso tudo somando-se às mudanças morfológicas nas células vermelhas (hemácias). 

- Continua após o anúncio -



Apesar desse estado de caos na circulação sanguínea ser temporário, os pesquisadores apontaram que existe um claro efeito cumulativo de danos com esse tipo de refeição (altamente gordurosa). Além disso, o novo estudo pode ajudar a explicar reportes isolados de pessoas que morreram ou tiveram um ataque cardíaco logo depois de comerem uma refeição com alto conteúdo de gordura. Nesse último caso, a lipemia (excesso de lipídios no sangue) gerada pode engatilhar um infarto do miocárdio em pacientes com aterosclerose.

No caso das hemácias, as mudanças geradas pela ingestão de grande quantidade de gordura eram as mais drásticas. Essas células vermelhas são bem conhecidas por serem responsáveis primariamente pelo transporte de oxigênio ao longo do corpo e por serem incrivelmente flexíveis (fluindo pelos vasos sanguíneos essencialmente despercebidas). Porém, com uma única refeição altamente gordurosa, elas essencialmente crescem 'espinhos' em suas estruturas, ficam menores e 'vomitam' toxinas.


Para explicar esses efeitos, os pesquisadores notaram um aumento no ambiente sanguíneo de uma enzima conhecida como mieloperoxidase (MPO), a qual é expressa por um tipo de célula branca. Em altos níveis no sangue, essa enzima está associada com um aumento na rigidez dos vasos sanguíneos, estresse oxidativo e ataques cardíacos em humanos. O MPO pode prejudicar a habilidade dos vasos de se dilatarem, atacar via agentes oxidativos o HDL ('bom colesterol') (1) e influenciar na formação de placas em artérias danificadas. Nas hemácias em específico, o MPO age impactando o citoesqueleto dessas células e indiretamente ao causar o aumento no nível de espécies reativas oxigenadas, estas as quais são altamente destrutivas e podem atacar as estruturas proteicas das células vermelhas. O aumento de monócitos no sangue - para a limpeza do excesso de gordura - também pode explicar os efeitos adversos, já que o acúmulo deles promove inflamação e aparece em placas ateroscleróticas.

- Continua após o anúncio -



Os cientistas também testaram se esses efeitos também eram vistos quando os participantes comiam uma refeição com a mesma quantidade de calorias mas dessa vez rica em açúcares e sem a presença de gorduras. O resultado foi que nenhum deles experienciou as mesmas mudanças prejudiciais no sangue, nas células sanguíneas e nos vasos sanguíneos. Porém, os especialistas avisam que esse tipo de refeição também é danosa, especialmente por levar a alta produção de insulina, aumentando o risco de problemas crônicos como a diabetes, e por facilitar a promoção de um quadro de obesidade (devido ao excesso de calorias).

As agências de saúde recomendam que adultos saudáveis limitem o consumo de gordura a 25-35% das suas calorias diárias - apesar da população Inuit lidar bem com consumos mais altos (mas levando em conta que eles possuem um estilo de vida e dieta bem distintos). E, seguindo os resultados desse novo estudo, nunca ingeri-las em altas concentrações de uma só vez e de forma habitual.

Compartilhe o artigo:



(1) Artigo recomendado: O HDL realmente protege o coração?

Publicação do estudo: Nature

Referência adicional: Augusta University

Estudo encontra que apenas uma refeição gordurosa já é o suficiente para criar um perfeito cenário para problemas cardíacos Estudo encontra que apenas uma refeição gordurosa já é o suficiente para criar um perfeito cenário para problemas cardíacos Reviewed by Saber Atualizado on março 30, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]