Últimas Notícias

[5]

Os cavalos podem ter 5 dedos, não apenas 1


Cientistas propuseram, em um estudo publicado esta semana na Royal Society Open Science, que os membros dos cavalos possuem vestígios evolucionários de quatro dedos dos seus ancestrais pentadáctilos, e não apenas dois como até o momento se supunha. E mais: características estruturais desses 'vestígios' apontam para 5 dedos verdadeiros, e não apenas 1!

A redução de dedos é comum entre os mamíferos. Ao contrário de Escamados (répteis com escamas) como as cobras - onde membros inteiros são perdidos ao longo da linha evolucionária -, os mamíferos exibem, no geral, um menor grau de redução onde apenas dedos individuais são perdidos ou simplificados. Em vários carnívoros, o dedo I é removido do aparato locomotor, mas persistem como um 'dedo' sem utilidade. Entre  os Artiodátilos - uma ordem de mamíferos ungulados com um número par de dedos nas patas, como o boi e a cabra - os dedos III e IV são fusionados centralmente, dedos II e V são reduzidos em pequenos dedos laterais, e o dedo I é frequentemente eliminado inteiramente. Entre os perissodáctilos, rinocerontes possuem três dedos totalmente formados e tapires possuem quatro dedos completos.

A linhagem dos cavalos (gênero Equus) tradicionalmente exibe a mais extrema redução de dedos, resultando em apenas em um membro monodáctilo (com apenas um dedo). No início da linha de evolução dos equídeos - no gênero Hyracotherium - haviam quatro metacarpos -  a parte intermediária do esqueleto das patas que está localizada entre as falanges (ossos dos dedos) e os carpo que forma a conexão com o antebraço. A subsequente principal táxon é o Mesohippus, onde os dedos foram reduzidos para três. Os equídeos tridáctilos prevaleceram do início do Oligoceno até o Pleistoceno. Continuando na evolução, alguns desses tridáctilos deram origem ao cavalo moderno (Equus ferus), dos quais vivos hoje temos o cavalo doméstico (Equus ferus cabalus) e o Cavalo-de-Przewalski (Equus ferus przewalskii), cujos membros possuem apenas um dedo completo e, até o momento oficialmente reconhecidos, dois bastante reduzidos (II e IV).


- Continua após o anúncio -



O segundo e quarto metacarpos dos cavalos não mais funcionam como suporte entre o dedo e o carpo ou tarso, sendo vestígios do segundo e quarto dedos dos seus ancestrais (sentido de evolução: a -> e). Apesar disso, essas estruturas ósseas reduzidas passaram a funcionar como guias para ligamentos suspensórios e como locais de anexação muscular, além de suporte para os ossos carpais. Além disso, o estabelecimento de um único dedo facilita a locomoção do cavalo no seu ambiente - geralmente planícies -, prevenindo supinação e pronação, e gerando uma maior estabilização ao reduzir o número total de articulações.


- Continua após o anúncio -



Agora, os pesquisadores sugerem que não só os dedos II e IV estão presentes como vestígios evolucionário nos cavalos, mas também os dedos I e V, e que os componentes de todos os cinco dedos dos são encontrados distalmente dentro da extremidade da pata, refletindo o distante ancestral tetrápode de cinco dedos de todos os mamíferos - incluindo nós. Ou seja, a mudança evolucionária nos dedos dos monodáctilos não foi tão dramática quanto antes pensado.

Usando a osteologia dos cavalos modernos (no caso, do cavalo doméstico) quando comparados com outros representantes equídeos mais primitivos e extintos com menores reduções nos membros, assim como a distribuição de nervos e artérias, articulações no pulso, e anatomia do casco e do frog (uma estrutura única dos cavalos modernos), foram encontradas fortes evidências de que os cavalos modernos retiveram as identidades de todos os dedos I a V do ancestral tetrápode pentadáctilo. Os metacarpos I e V não descritos até o momento na literatura científica para o cavalo seriam expressos como sulcos nas superfícies ventrais dos metacarpos II e IV. Esses vestígios também estariam no Mesohippus, como mostrado na figura abaixo.


- Continua após o anúncio -



Mas o mais impactante é que o sistema vascular e nervoso presente dos cinco dedos parcialmente presentes e não totalmente diferenciados refletem um estado intermediário entre um verdadeiro monodáctilo e um verdadeiro pentadáctilo, tendendo mais para esse último considerando a posição distal e proximal entre eles. Em outras palavras, os cavalos modernos podem não ter, tecnicamente, 1 dedo, mas 5 dedos unidos dentro de um único casco!


Publicação do estudo: RSOS

Os cavalos podem ter 5 dedos, não apenas 1 Os cavalos podem ter 5 dedos, não apenas 1 Reviewed by Saber Atualizado on janeiro 24, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]