Últimas Notícias

[5]

Estudo encontra que o analgésico ibuprofeno pode prejudicar a saúde física e reprodutiva do homem


Estudos nos últimos anos vêm reportando um forte declínio na concentração e quantidade total de espermatozoides entre homens de países desenvolvidos ocidentais desde a década de 1970, principalmente entre países desenvolvidos (1). As causas para esse declínio, o qual alcança uma redução média na concentração e quantidade total de espermatozoides em torno de 52% e 60%, respectivamente (na Europa e na América do Norte, por exemplo), são desconhecidas, mas os especialistas desconfiam da alta exposição aos produtos industrializados, medicamentos diversos e poluentes. E o declínio de espermatozoides reflete diretamente uma menor fertilidade e indiretamente uma menor saúde masculina em geral.

Agora, um estudo publicado esta semana na PNAS demonstrou que o popular analgésico ibuprofeno possui efeitos antiandrogênicos, deprimindo importantes aspectos da função testicular, incluindo a produção de testosterona. Os resultados de análises clínicas in vitro e ex vivo em combinação com a análise de grupos de controle - 31 homens saudáveis, 14 usando ibuprofeno e 17 usando placebo - mostraram, sem sombra de dúvidas, que o uso desse medicamento dispara uma repressão seletiva transcricional de células endócrinas nos testículos humanos. Essa repressão resulta na elevação dos hormônios estimulatórios pituitários, resultando em um estado de hipogonadismo compensado, uma desordem associada com efeitos adversos na saúde como um todo, especialmente na área reprodutiva.

Em geral, foram três os principais efeitos negativos observados com o consumo de ibuprofeno:

I. Elevação do hormônio luteinizante (LH), responsável direto pela ação antiandrogênica;

II. Uma diminuição da razão testosterona/LH, primariamente devido ao aumento do LH;

III. Uma redução nos níveis do hormônio AMH das células Sertoli.



O eixo pituitária-gonadal exerce um papel chave no crescimento, desenvolvimento sexual, metabolismo, construção muscular-esquelética, desenvolvimento de força, humor, níveis de energia, sistema imune, libido e sistema reprodutor. Flutuações ou danos nesse eixo podem resultar em um amplo espectro de desordens que podem ser locais mas severas, como infertilidade, ou afetar o corpo inteiro, como problemas cardiovasculares.

O foco do estudo recaiu no ibuprofeno porque ele é muito popular no mundo inteiro e está tendo seu uso cada vez crescente, particularmente entre atletas de elite, mas a preocupação pode se estender para outros analgésicos moderados, como aspirina e paracetamol. Mais estudos de boa qualidade são necessários para adereçar essas preocupações e confirmarem os achados do novo estudo.

O alerta maior fica para as pessoas - principalmente atletas amadores e profissionais - que abusam desse medicamento a longo prazo. Além disso, mesmo para doses menores de consumo, os efeitos negativos podem ser graves, considerando pacientes com problema hormonais relacionados com a pituitária e as gônadas.


(1) Para saber mais, acesse: Concentração e número de espermatozoides entre homens no Ocidente diminuíram quase 60% nos últimos 40 anos!

Artigos Recomendados:

Publicação do estudo: PNAS

Estudo encontra que o analgésico ibuprofeno pode prejudicar a saúde física e reprodutiva do homem Estudo encontra que o analgésico ibuprofeno pode prejudicar a saúde física e reprodutiva do homem Reviewed by Saber Atualizado on janeiro 14, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]