Últimas Notícias

[5]

Encontrado elo que faltava para ligar a origem evolucionária das cecílias!


E usando tomografia computacional 3D, cientistas determinaram que os fósseis recentemente achados da espécie Chinlestegophis jenkinsi fecham o tão misterioso buraco de origem das cecílias. Os resultados foram publicados no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences (1).

Antes os pesquisadores só possuíam uma espécie de cecília extinta no período do pré-Cretáceo, a Eocaecilia micropodia, e sua posição na filogenia do grupo dos tetrápodes era bem controversa, já que tinha adquirido praticamente todas as funções morfológicas especializadas das atuais cecílias, incluindo membros bastante reduzidos. Agora, com a descoberta dos fósseis de uma espécie de cecília ainda mais antiga, que viveu no Triássico - Chinlestegophis jenkinsi -, os pesquisadores conseguiram encontrar o que parece ser o real ancestral das cecílias e concluíram também que todos os anfíbios do grupo Lissanfíbia (Salientia, Caudata, Gymnophiona e Allocaudata, incluindo todos os anfíbios modernos - salamandras, sapos, rãs, cecílias, etc.) tiveram um ancestral em comum e que se originou há mais de 315 milhões de anos.

C. jenkinsi descoberto compartilhava características com as modernas cecílias e também características com extintos Permianos-Triássicos temnospôndilos: Estereospôndilos, este os quais pareciam ter sumido sem deixar descendentes evolucionários, apesar de serem o mais abundantes representantes dos anfíbios há 200 milhões de anos. Em outras palavras, as cecílias tiveram origem evolucionária dos Estereospôndilos e modelos computacionais mostraram que modificações morfológicas nesses últimos explicam a morfologia das cecílias.

Se confirmados os resultados do estudo, isso fecha mais um mistério evolucionário entre os vertebrados, e agora só resta mais algumas dúvidas em alguns representantes dos peixes e tartarugas.

As cecílias são um grupo de anfíbios sem membros  e formato de cobra, com algumas delas não possuindo olhos ou tendo os mesmos cobertos por tecido epitelial  


A cecílias são animais carnívoros, sem membros, vivem em ambiente subterrâneo e possuem comprimento entre 2,5 cm e 1,5 m, dependendo da espécie entre as várias famílias englobadas. A nova espécie encontrada possui comprimento estimado em torno de 2,5 cm, vivia no subterrâneo de regiões do Colorado e provavelmente se alimentava de pequenos insetos e vermes.

(1) Publicação do estudo: PNAS 

Referência adicional: KECK

*Na imagem de capa, com pele vermelha, temos uma representação artística da Chinlestegophis jenkinsi
Encontrado elo que faltava para ligar a origem evolucionária das cecílias! Encontrado elo que faltava para ligar a origem evolucionária das cecílias! Reviewed by Saber Atualizado on junho 25, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

Sora Templates

Image Link [https://2.bp.blogspot.com/-XZnet68NDWE/VzpxIDzPwtI/AAAAAAAAXH0/SpZV7JIXvM8planS-seiOY55OwQO_tyJQCLcB/s320/globo2preto%2Bfundo%2Bbranco%2Balmost%2B4.png] Author Name [Saber Atualizado] Author Description [Porque o mundo só segue em frente se estiver atualizado!] Twitter Username [JeanRealizes] Facebook Username [saberatualizado] GPlus Username [+jeanjuan] Pinterest Username [You username Here] Instagram Username [jeanoliveirafit]